La Merenda – Gastronomia em Nice – França

Nice realmente é uma cidade muito charmosa, lugar para morar e criar os filhos… a praia e o centro histórico são lindos e os franceses daqui nem parecem franceses de tão receptivos que são…

Lugar de gente jovem e bonita por todos os lados, a cidade impressiona por ser tão gostosa de se estar. Um lindo calçadão segue por toda a orla do mar mediterrâneo. Lindos Hotéis, restaurantes, bares e lojas se multiplicam por todos os lados mas tudo muito agradável.


O centro histório é um passeio para o dia inteiro, inclusive com várias e ótimas opções noturnas. Com diversas ruas estreitas somente para pedestres, cada esquina revela uma surpresa, como um pub, uma galeria de arte ou um pequeno bistrô. Foram momentos muito gostosos que passamos por aqui.

Todo dia no centro histórico há uma feira com produtos vindos direto do produtor onde os locais, turistas e restaurantes compram os ingredientes que utilizarão no mesmo dia… Os frutos do mar são extremamente frescos, muitos deles ainda vivos, muito bonito.


Diversos tipos de cogumelos também eram vendidos,

além de vários tipos de azeitonas…


e diversos outros tipos de frutas, verduras, legumes e flores, um show de aromas, cores e sabores.

O restaurante em que encontramos nosso amigo Jaime se chama LA MERENDA do Chef Dominique Le Stanc, ele era chef do restaurante Chantecler, restaurante do Hotel Negresco em Nice, 2 estrelas Michelin na época. Ele se encheu do esquema supergastronômico para voltar às raízes da comida de “grand mère”.

Pra variar nossa máquina travou bem na hora dos pratos, mas conseguimos tirar fotos de dois deles. Um foi o Beignet de fleur de cougette e queue de boeuf à l’orange, uma rabada aromatizada com laranja acompanhada de polenta mole extremamente leve e saborosa,

 e um Daube Niçoise, uma carne tipo músculo cozida no vinho tinto e molho de tomate acompanhada de Panisse, uma espécie de polenta frita feita com farinha de grão de bico. A foto ficou horrível mas o prato estava impressionante.


Como muito bem disse o Jaime para mim no orkut “Em uma receita não há nada mais importante que nada. Tudo que está ali tem uma razão de ser e o resultado não será o mesmo se nós cozinheiros não entendermos isso. Temos o dever de conservar a harmonia entre os ingredientes para que eles não tentem se impor..” E foi isso que o chef Le Stanc nos ensinou com maestria nessa refeição.

andreleiras

Cozinheiro, blogueiro e viajante!!! Amo viajar, gastronomia e tudo que a vida tem de bom!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *