Gastronomia na Feira da Liberdade – São Paulo

Porque gosto tanto da Liberdade?  Pois aqui é uma zona livre de padrões estabelecidos. O bairro é o reduto da colônia Japonesa e de outros cantos do oriente, como China e Coréia, mas recebe gente de todas as tribos e nacionalidades. O centro deste turbilhão cultural fica neste cruzamento, da Rua Galvão Bueno com a Praça da Liberdade, onde fica também a estação de metrô com o mesmo nome.

Qualquer tipo de pessoa encontraria algo interessante na Liberdade, mesmo os gostos mais exóticos, talvez principalmente estes, vão encontrar algo que o interesse neste bairro. Só tem um coisa que a pessoa tem que gostar muito,  de gente. Muita gente, de todo tipo, jeito e etnia. Como a Feira da Liberdade é realizada nos finais de semana a praça fica mais cheia ainda.

Aqui é onde tudo acontece no bairro, desde as grandes datas festivas orientais, como a festa do ano novo chinês ou o japonês Tanabata Matsuri, o Festival das Estrelas. Mas é da comida de rua da Feira que estaremos falando hoje.

Nem todas as barracas são orientais, mas várias são exclusivas de itens nipônicos. A primeira que se destaca é a de Dorayaki (R$ 2,50) que são duas massas de panqueca ou bolo normalmente com doce de feijão azuki no meio, feito sanduiche, mas aqui oferecem a opção de creme de baunilha.

Logo em seguida uma barraca de Imagawayaki, um doce tradicional de Feijão Azuki que diferente do doce ao lado, é feito na hora em uma chapa apropriada, sendo um panqueca grossa com o doce de feijão dentro.

Vai duvidar da autenticidade da receita deste doce? No meio da multidão que rodeava as barracas da feira, esta senhora parecia que estava fazendo Taichi no Parque das Cerejeiras no Japão, achei demais!

Ainda tem a barraca de tempurás, com camarões e frituras de vários tipos, como estes deliciosos bolinhos de camarão (R$4,00). Adoro esses bolinhos!!!

Também é legal ver tudo sendo feito na hora, na rua, com as frituras viradas uma a uma com hashi.

Outra comida muito tradicional são os japoneses Tako Yakis, bolinhos assados com recheio tradicionalmente feitos de polvo.

Os moldes de ferro para fazer os bolinhos são feitos exclusivamente para isso e a técnica parecida com a do doce de feijão.

Ainda tinha uma barraca com sushi sendo feitos na hora…

…e o tradicional Yakissoba a 12 e 14 reais os pratos pequenos e grandes respectivamente. Este prato é servido em qualquer bar, restaurante ou carrocinha de comida que exista na Liberdade.

O que não faltam são opções para comer um petisco oriental, ainda vimos uma barraca de Bi-Fum, Frango Xadrez e Okonomiaki que é tipo uma pizza japonesa.

Não me parece uma barraca das melhores, mas vai do gosto de cada um. Na feira sempre como frituras e petiscos, deixo os pratos para comer no Chi Fu , Rong He, dentre outros.

Quem conhece esta feira vai se perguntar, cadê a barraca do Guioza? Esta barraca acho especial e falo dela em seguida.

Feira da Liberdade
Praça da Liberdade – Liberdade – São Paulo

andreleiras

Cozinheiro, blogueiro e viajante!!! Amo viajar, gastronomia e tudo que a vida tem de bom!!!

8 comentários em “Gastronomia na Feira da Liberdade – São Paulo

    • 20 de junho de 2012 em 21:52
      Permalink

      É muito legal lá né Isadora? Perdi a conta das vezes que passei um dia de domingo passeando pela Liberdade e comendo na feirinha!!! abraços

      Resposta
  • 20 de junho de 2012 em 12:07
    Permalink

    Eu sou louca por esses bolinhos de camarão, em uma das barraquinhas tem um molho de rabanete para acompanhar que é magnificoooo.
    Bjs

    Resposta
  • 11 de setembro de 2012 em 19:24
    Permalink

    Adorei a dica !!! Vou a São Paulo em novembro. Certamente vou conhecer a feira.

    Tks !

    Resposta
  • 10 de outubro de 2012 em 03:40
    Permalink

    ola andré vc sabe se a feira vai funcionar no sabado dia 3 um dia depois do feriado de finado no dia 2 ???? obrigado

    Resposta
  • 27 de agosto de 2015 em 14:31
    Permalink

    Bom dia. Por favor vc sabe me dizer aonde encontrar para comprar essa chapa para fazer dorayaki? Obrigada

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *