Mercado Público Municipal de Florianópolis

Impossível você ir a Florianópolis sem passar algumas horas no mercado público. O lugar é muito mais que um mercadão, se firmando talvez como o principal ponto turístico e histórico da ilha, junto com a ponte Hercílio Luz em sua eterna reforma que já deve ter enriquecido muitas família abastadas.
Construído em 1898, substituiu o antigo mercado que foi demolido em 1896, depois de 45 anos aberto.
Local de encontro de diversas manisfestações públicas, artísticas, políticas e populares, é palco de discuções e acontecimentos históricos desde sua construção.
Umas das grandes atrações turísticas do mercado é o Box 32. O segredo do sucesso deste lugar com certeza está na presença do proprietário Beto Barretos, que pode ser visto sempre a frente do caixa. Atendendo seus clientes em até 7 idiomas, o box 32 já é conhecido nacional e internacionalmente. Lá você pode comer desde um pastel de camarão com 100g de camarão pesados até pratos sofisticados com escargots, caviar, lagosta e presunto “pata negra”. O lugar é bom, mas não é nada barato.

O mercado público possui outros bares e restaurantes, inclusive em seguida posto sobre outro bar do Mercado, menos conhecido, a antiga fiambreria Espinoza que hoje se chama Bar do Alvin mas que sou frequentador assíduo desde criança.
Empórios com produtos locais também fazem parte do mercado, sempre que vou compro sementes de urucum para fazer colorau sem fubá e aquela farinha de mandioca que só tem por aqui.

Mas a grande atração do mercado são as bancas de peixes e frutos do mar. É o mercado de peixe mais limpo e com peixes e frutos do mar mais frescos que conheci. Seu abastecimento é diário e aprendendo a comprar os produtos em sua época, os preços são muito bons.
Agora estamos entrando na época da tainha e ela está em todos os boxes, grandes, chegando a 3 kilos cada uma ou mais… o preço? Ainda está 6 reias o kg pois são as primeiras do ano, mas daqui a 1 mês chegam a custar  4kg por 10 reais.

E as ovas??? Fresquíssimas, com as maiores chegando a quase 1kg podem ser compradas junto com a Tainha por 10 reais o peixe com a ova ou só a ova por outro valor. Neste final de semana estavam 30 reais a congelada e 50 reais a fresca. Dourar levemente essas ovas grandes e frescas no azeite só com sal e pimenta é algo surreal!!!

Além dos peixes, os camarões também enchem o mercado… tem camarão de todo tipo e tamanho, branco, cinza, da Lagoa ou de cativeiros vindos do sul do estado, os preços são menos da metade pelo que se paga em São Paulo sem o mesmo frescor…

No meio do mercado…

Dá uma comparada no tamanho do camarão com a mão do vendedor no canto superior direito da foto… 50 reais o kg…

As ostras cultivadas na ilha também podem ser compradas no mercado…um pouco mais caras que diretamente no fornecedor, ainda são bem baratas comparadas a qualquer outro lugar do país…

O mercado ainda possui lojas de artesanatos, roupas e muita cultura nativa. O lugar é ponto de encontro de intelectuais, boêmios, artistas e políticos.
Aos sábados o vão central é tomado por bandas de samba e pagode e o mercado público vira uma grande festa.

 

 

Talvez o mercado de Florianópolis não seja mais o mesmo em breve…a justiça obrigou a realização de licitação para a ocupação dos espaços do mercado e isso pode fazer muita gente ter que sair dali… tenho certeza que o mercado vai superar tudo isso, mas realmente espero que se mudar seja para melhor…

Mercado Municipal de Florianópolis

As lojas ficam abertas de segunda a sexta-feira das 9h às 19h e sábados das 9h às 12h.
Durante a semana, os bares ficam abertos até as 22h, aproximadamente.
Aos sábados ficam até as 15h, em média. Não abre aos domingos.
Rua Conselheiro Mafra, 255, Centro.
Telefone: (48) 3225-8464.

andreleiras

Cozinheiro, blogueiro e viajante!!! Amo viajar, gastronomia e tudo que a vida tem de bom!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *