Santa Figueira – Ribeirão da Ilha – Florianópolis

É difícil ir a novos restaurante em Floripa, principalmente os que servem frutos do mar. Até porque fora os tradicionais, muitos restaurantes abrem e fecham todo ano, ou por incompetência, ou por malandragem, já que muitos empresários abrem estabelecimentos com data marcada para fechar, explorando ao máximo os turistas sem se preocupar com a cidade, a natureza, nem seus clientes.
Não é o caso do restaurante Santa Figueira, um restaurante com sotaque manézinho, mas gastronomia internacional. 

Instalado à poucos anos em um dos locais mais paradisíacos de Floripa, quase tudo lembra um típico restaurante do Ribeirão da Ilha. Não somente pelo Santa Figueira estar na beira do mar, pertinho das criações de ostras, mas por possuir um cardápio com todos os frutos do mar abundantes na ilha e uma decoração tipicamente ilhoa.

Mas é só abrir o cardápio que você vê que as semelhanças acabam por aí. Os pratos oferecidos são de cozinha internacional, com grandes influências tailandesas. Tudo feito artesanalmente, do pãozinho do couvert aos molhos, pastas e acompanhentos. Uma das pastas no dia foi uma sardela simplesmente divina.

Tudo no cardápio é bem diferente, apesar de ter os mesmo produtos de qualquer outro restaurante de frutos do mar. Na dúvida pedimos uma sequência de ostras, uma degustação das principais ostras oferecidas.
Vieram ostras cruas, ao bafo, ao vinagrete, gratinadas e com chutney de manga.

As gratinadas à Santa Figueira estavam tão gostosas que pedimos uma dúzia somente delas, mas também amei comer ostra com chutney de manga, nunca tinha provado e achei a combinação maravilhosa. Além disso, todas as ostras acompanham gengibre agridoce, geléia de pimenta, limão siciliano com ervas, pesto genovese e chutney de manga. Sensacional e único em Floripa.

A porção de bolinhos de sirri também estava maravilhosa, ainda mais com os molhos que vieram com as ostras e nos acompanharam por toda a noite.

Estávamos em 7 pessoas e pedimos couvert, 3 entradas e 2 pratos principais. saímos bem satisfeitos e sobrou comida na mesa. O cardápio diz que os pratos servem duas pessoas, mas alguns deles servem bem mais que isso.
A Tainha, que pode ser anchova dependendo da época do ano, é um prato que serve bem 2 a 3 pessoas. Pedimos uma Tropicália por causa dos acompanhamentos, pois mudamos o preparo do peixe que viria com uma tainha assada na folha de bananeira com leite de côco e azeite de dendê, mas como alguns na mesa não comiam dendê, pedimos ela escalada na chapa. 

Os acompanhamentos da Tropicália eram espetaculares, uma farofa de camarão maravilhosa, banana da terra grelhada e arroz ao leite de côco.

Mas o que impressionou muito foi a sequência de camarão que serve 3 a 4 pessoas facilmente. O nome do prato é conhecido de vários restaurantes da ilha, mas o preparo surpreendeu. Primeiro que todos os camarões servidos eram camarões rosa, que vieram ao bafo, ao alho e óleo, crocante com golden curry e empanado na farinha panko. E não era só isso…

… a sequência ainda acompanha risoto de camarão e espetos de camarão grelhado na chapa.

No fim estávamos tão satisfeitos que ninguém queria sobremesa, mas foi alguém pedir um brownie com sorvete que todos atacaram o prato, super bem servido e delicioso.

Claro que tudo que é de alta qualidade tem seu custo, apesar de termos pedido alguns pratos caros como a sequência de camarão que custa 170 reais, no fim a conta saiu perto de 70 reais por pessoa, com bebidas e serviço, preço super justo levando em consideração a qualidade do que foi servido.

Excelente lugar para pedir a mulher em casamento, comemorar momentos felizes ou simplesmente comer muito bem cercado de uma natureza única e espetacular.

Santa Figueira Restaurante
Av. Baldicero Filomeno, 6300 – Ribeirão da Ilha – Florianópolis
f. 48 3337-0598

andreleiras

Cozinheiro, blogueiro e viajante!!! Amo viajar, gastronomia e tudo que a vida tem de bom!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *