Um dia no Hopi Hari – Vinhedo

Já passei da idade de ficar indo em parques de diversões… aliás me lembro de ir no Tivoli Parque no Rio, mas esse já fechou a quase 20 anos. Como recebi a visita do meu querido irmão temporão Caio nesse natal, dei para ele de presente uma ida até o Hopi Hari. O Caio tem 14 anos e é viciado nos brinquedos mais radicais dos parques de diversões.

O Hopi Hari funciona das 10 às 19:00hs, mas é bom olhar no site pois tem dias que o parque fica fechado. Saímos de São Paulo perto das 9hs e indo pela Rodovia dos Bandeirantes, mais precisamente no km 72,5, avistamos a entrada do parque perto das 10:15hs. O passaporte está 69 reais, mas vale a pena olhar as promoções. Como paguei com cartão Itaú ganhei 50% de desconto no segundo ingresso.
O Caio já foi dizendo para irmos diretamente para a fila da montanha russa porque esta fila só aumenta durante o dia. E a dica dele foi certíssima, levamos 1 hora e meia para conseguir descer a Montezum , que é a maior montanha russa de madeira da América Latina. É impressionante a adrenalina que subiu nessa montanha russa. Saímos de lá depois do meio dia com a certeza que já estava demorando mais de 2 horas para quem estivesse no final da fila.

Logo depois fomos conhecer alguns brinquedos menores como o Parangolé que também é conhecido como Chapéu Mexicano.

Para comer o parque só oferece junk food. Como estava muito quente, paramos um pouco para comer um HopiDog que foi um assalto. Duas salsichas com um molho enlatado e batata palha por 9 reais, mais o refri 6 reais. É uma pena que o parque queira lucrar tanto na alimentação e ainda servir uma comida tão fraca.

Como era presente de natal, nem esquentei e saímos conhecendo os outros brinquedos do parque. No Vulaviking o Barco balança até atingir 90 graus. Como é bem grande a altura deve chegar a mais de 10 metros do chão.

É impossível conhecer todas as atrações do parque em um dia, principalmente pelas filas que se acumulam em todos os brinquedos e postos de serviço.
Resolvemos conhecer outra área do parque e acabamos no Wild West, uma área tematizada como o velho oeste americano.  Aqui vimos várias atrações como atirar com mira laser no Namuskita.

No West River Hotel pudemos passear por um trem fantasma bem animado.

Mas com certeza a melhor atração do Wild West foi o Evolution. São cabines que giram deixando todos de cabeça para baixo a 20 metros de altura girando também sobre o próprio eixo. Sensacional!!!

No meio da tarde mais uma parada para ser assaltado, quer dizer, comer alguma coisa. Eles tem umas lanchonetes genéricas do Mac Donald, servindo alguns salduiches e combos com batata e refri. Comi um Hopi X salada por 10 reais, mas se pedisse o combo sairia 15 reais. O sanduiche estava com cara de fresco, apesar do hamburguer estilo congelado perdigão.

Pena que “La Tour Eiffel”, um elevador de 70 metros de altura que simula a queda livre estivesse em manutenção, mas adoramos todas as atrações que conseguimos visitar e não fomos nem na metade das opções oferecidas.

Saimos do parque 15 minutos antes de fechar pois não queríamos pegar mais nenhuma fila. Muito cansados e torrados do sol adoramos o dia maravilhoso que tivemos e combinamos de voltar outro dia para conhecer as demais atrações.

Hopi Hari
Rodovia dos Bandeirantes Km 72,5 – Vinhedo – SP
http://www.hopihari.com.br

andreleiras

Cozinheiro, blogueiro e viajante!!! Amo viajar, gastronomia e tudo que a vida tem de bom!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *